Acesse aqui o Portal do SMC

Notícias > Notícias do dia

Imagem

Assembleia na GM decide greve e acordo

Os metalúrgicos da General Motors (GM) de São Caetano do Sul (SP) farão assembleias nesta quarta (13) pra decidir os rumos da greve. Em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP) sexta (8), a montadora fez contraproposta.

Liderados pelo Sindicato da categoria, os trabalhadores pedem reajuste salarial, antecipação do 13º salário de 2022, PLR, vale-alimentação, direitos dos funcionários que sofreram doença ou acidente profissional e outros itens.

Na audiência no TRT-SP, a GM ofereceu o reajuste de 10,42% retroativo a 1º de setembro, progressão salarial e antecipação do 13º. O Sindicato dos Metalúrgicos fará assembleia na porta da fábrica nesta quarta (13) para que os trabalhadores decidam os rumos da greve. Também para a mesma data está marcado o julgamento no TRT-SP.

De acordo com o presidente do Sindicato, Aparecido Inácio da Silva (Cidão), os funcionários da GM não estão reivindicado nada além do que a empresa possa pagar.

Reivindicações – Os empregados da montadora pedem reposição do INPC com aumento real de 5%; Piso Salarial com correção da inflação de 2016 a 2021; vale-alimentação de R$ 1.000,00 aos trabalhadores da grade nova e de R$ 500,00 aos demais; PLR de R$ 18.000,00; adiantamento do 13º Salário de 2022 para fevereiro; inclusão de cláusula sobre home office; pagamento de quinquênio de 5%; e os retornos do reajuste da grade salarial a cada seis meses e da cesta de Natal.

Entre os avanços na PLR e outras cláusulas do Acordo Coletivo, Cidão destaca: “Estamos pedindo, basicamente, reajuste e vale-alimentação, além de outras melhorias”.

Fonte:Agência Sindical

Categorias:

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria