Acesse aqui o Portal do SMC

Palavra do Presidente

Opinião

Sérgio Butka - Presidente

A luta apenas começou!

Encerramos a nossa Campanha Salarial nas montadoras com dois sentimentos principais. O primeiro é o de que cumprimos com nossa obrigação de dirigentes sindicais. Conquistamos um acordo importante, que superou grandes centros como o ABC  Paulista, por exemplo, e que virou referência para outras categorias profissionais, em todo o Brasil. Tudo isso graças à luta dos trabalhadores em porta de fábrica e à atuação do Sindicato na condução das mobilizações e das negociações.

O segundo e o mais importante sentimento que levamos é o de que essa luta apenas começou. Esses acordos com a Volks-Audi, Renault e Volvo foram apenas o início de uma longa caminhada. Temos ainda um grande caminho a percorrer. Por isso, não podemos nos acomodar.

Na Volks, temos que continuar na luta para ampliar a tabela salarial. Aumentamos o número de steps de cinco para sete. Foi um avanço, mas ainda não é o suficiente. Em São Paulo, são onze níveis de salário. A empresa é a mesma, o carro também. Não existe justificativa para essa discriminação. Temos que fazer dos planos de cargos e salários uma bandeira permanente. É inadmissível que multinacionais venham para o Paraná para pagar menores salários.

Esse sentimento de que a caminhada apenas começou se aplica também às próximas campanhas salariais, de autopeças, metalurgia e máquinas. Devemos ir para a luta com o mesmo empenho e dedicação, para conquistarmos aumento real, abono e outros benefícios para os trabalhadores. Sabemos que o tamanho do nosso salário depende do tamanho da nossa mobilização. Agora, mais uma vez, vamos mostrar isso ao Brasil.

Sérgio Butka, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e da Força Sindical do Paraná

Sérgio Butka
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Fetim) e da Força Sindical do Paraná.
Desenvolvido por Agência Confraria