Acesse aqui o Portal do SMC

Palavra do Presidente

Opinião

Sérgio Butka - Presidente

Esse é o perigo!

O perigo para nós, trabalhadores brasileiros, é vermos os interesses dos que bancaram deputados como Max Rosenmann e Ratinho Júnior serem aprovados no Congresso Nacional e acabarem de vez com a sustentação dos sindicatos brasileiros. Com o enfraquecimento, os sindicatos autênticos não teriam forças para lutar pela manutenção ou contra a flexibilização dos nossos direitos. Até porque nós temos três tipos de sindicatos no Brasil. Em primeiro lugar, os autênticos, que têm eleição todos os finais de mandatos, que prestam contas todos os anos, que antes de assinar qualquer acordo fazem assembléias com os trabalhadores e que são 100% sustentados pelos trabalhadores com recursos aprovados em assembléias.

Há também os fantasmas, que são criados pelos patrões com o objetivo de fazer aquilo que eles mandarem. Na nossa categoria, temos alguns exemplos, como o de Campo Largo e os dos setores eletroeletrônico e de reparação de veículos. Por fim, existem os mercenários, que são aqueles comandados por corruptos que tomaram o comando do sindicato de pelegos ou fantasmas com objetivo de promover a negociata nos acordos com os patrões, como esse pego em São Paulo. É preciso separar o joio do trigo. É preciso saber o que está por trás de cada voto ou discurso do deputado que votou contra a manutenção do imposto sindical e a legalização das centrais. Abra o olho, companheiro!

Sérgio Butka, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba e da Força Sindical do Paraná

Sérgio Butka
Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Fetim) e da Força Sindical do Paraná.
Desenvolvido por Agência Confraria