Cadastre seu WhatsApp e receba as notícias do SMC

Histórico

Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba: uma história de lutas e conquistas

Sede CentralUma entidade que honra seu passado, luta no presente e tem sério compromisso com o futuro. Dessa forma pode-se resumir o que é o Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC). Com 99 anos de história, o Sindicato é reconhecido hoje como uma das entidades de trabalhadores mais atuantes e bem estruturadas do Brasil. Esse reconhecimento foi conquistado com muito trabalho, ao longo dos anos, fruto do empenho de suas lideranças sindicais e da intensa mobilização da categoria. O objetivo do SMC é defender e lutar pelos direitos e interesses dos trabalhadores. As principais bandeiras de luta da são: melhores salários, melhores condições de trabalho, redução da jornada de trabalho, mais saúde e segurança nas fábricas, Participação nos Lucros ou Resultados (PLR).

A história do SMC começa a ser escrita em janeiro de 1920. Nessa época, ocorre a primeira reunião que daria início à nova entidade. Um grupo de fundidores que trabalhava na Indústria Muller Irmãos se encontra pela primeira vez para organizar a categoria. Em assembleia no dia 28 daquele mês, foi criada a Liga Internacional dos Fundidores do Paraná, filiada à Liga de Trabalhadores Europeus da época. Esta é uma data histórica para todos os trabalhadores Metalúrgicos paranaenses. Essa instituição passou por diversas mudanças de nome, categorias abrangidas e de base territorial, até chegar ao atual Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba.

Ao longo desses 99 anos, o SMC passou por grandes transformações. Com muita luta e união dos trabalhadores, foi construindo uma estrutura invejável para melhor atender a categoria. Hoje, além da grande sede central na Av. Presidente Getúlio Vargas, o Sindicato tem subsedes em São José dos Pinhais, Campo Largo, Araucária e Pinhais. Tem também uma ampla estrutura de lazer, composta pelo MetalClube de Campo (sede campestre), MetalClube de Praia (Colônia de Férias e Centro de Lazer em Matinhos) e o Formar (Centro de Formação em Guaraqueçaba).

O Sindicato participou ativamente de momentos históricos do país. Lutou contra o Neoliberalismo, contra a Emenda 3 que ameaçava retirar direitos dos trabalhadores, participou dos protestos do “Fora Collor” em 1992, lutou pela aprovação do salário mínimo regional no Paraná, entra outras mobilizações. Liderou também grandes greves por melhores salários e condições de trabalho em diversas indústrias do setor. Atuando de forma firme para a consolidação das montadoras no nosso Estado. Nos anos 2000 ficou reconhecido por suas grandes negociações, que resultaram nos maiores acordos do Brasil, colocando nossa categoria em destaque nacional (a categoria que mais avança!).

Tudo isso ajudou a consolidar o nome da entidade no cenário nacional. É por tudo isso que o Sindicato é referência em lutas e conquistas no Brasil.

Hoje o Sindicato dos Metalúrgicos caminha para seus 100 anos de história e é reconhecido por ser pioneiro em novas estratégias de luta, organização, negociação e comunicação com seus trabalhadores.

Desenvolvido por Agência Confraria