Notícias

Imagem

Em 2017 venda de máquinas segue em alta e cresce 17,2%

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias o Brasil é outro crescimento importante registrado pelo setor metalúrgico em 2017. No acumulado até esse momento, foi registrada uma alta de 17,2%, somando 25,3 mil máquinas vendidas até o momento. Destes 25,3 mil, mais de 21 mil foram tratores de rodas.

Leia abaixo a matéria do site Automotive Business sobre o assunto:

Máquinas mantêm bom momento, com alta de 17,2%

Vendas no acumulado de janeiro a julho superaram 25 mil unidades

A venda de máquinas agrícolas e rodoviárias no acumulado do ano somou 25,3 mil unidades e alta de 17,2% ante o mesmo período de 2016. “Esse total ainda está um pouco longe das 33 mil máquinas registradas em anos recentes para esse período, mas tudo indica que estamos no caminho”, afirma Antonio Megale, presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Somente os tratores de rodas foram 21,5 mil, um aumento de 21%. A maior alta, de 39,7%, ocorreu para os modelos de 81 e 130 cavalos: “Esse acréscimo pode ter sido motivado tanto por agricultores familiares como por grandes grupos”, afirma o vice-presidente da Anfavea, Aurélio Santana.

As máquinas de construção ainda registram queda, mas menos acentuada que no primeiro semestre. Como exemplo, no acumulado até abril o recuo em tratores de esteiras era de 16,4% e o de retroescavadeiras, de 24,7%.

Agora, no acumulado até julho, a retração baixou para 7,6% nos modelos de esteiras e para 11,6% nas retroescavadeiras. Essa tendência de reversão da queda ou ao menos um empate com 2016 é confirmada pela produção em alta dessas máquinas no acumulado até julho.

ARGENTINA IMPULSIONA EXPORTAÇÕES

De janeiro a julho o Brasil embarcou 7,3 mil máquinas agrícolas e de construção e anotou alta de 40,9% sobre o mesmo período de 2016. Parte da alta é atribuída à Argentina. “A política do presidente Mauricio Macri se mostrou acertada (ao favorecer o comércio com o Brasil) e o país vizinho também vive um bom momento na produção agrícola. As exportações continuarão crescendo nos próximos meses”, afirma Megale.

A produção de máquinas somou 34,4 mil unidades no acumulado do ano aumentou 35,2%. Apesar dos números positivos, a Anfavea manteve as projeções do início do ano, com alta de 13,2% em vendas locais, 6% em exportações e 10,4% em produção. A revisão desses números é aguardada para setembro.

Fonte: Automotive Business

Comente esta notícia

Desenvolvido por Agência Confraria