Acesse aqui o Portal do SMC

Notícias

Imagem

Metalúrgicos da Renault entram em greve por tempo indeterminado

Os metalúrgicos da Renault, em São José dos Pinhais, decidiram hoje (14), em assembleia, às 5h, entrar em greve por tempo indeterminado até que a Renault atenda suas reivindicações de Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Eles reprovaram a nova proposta da montadora, a qual continha os mesmos valores rejeitados ontem - R$ 7,5 mil de valor total e mínimo de R$ 6,2 mil - e retirava as exigências de produção de 187 mil veículos e participação de 5% no mercado nacional, consideradas irreais e inatingíveis pelos metalúrgicos. A greve mobiliza um total de oito mil pessoas, entre trabalhadores diretos (chão de fábrica e administrativo) e terceirizados.

Os trabalhadores exigem um valor total maior, no mínimo nos mesmo nível do que vem sendo pago em outras montadoras, em especial naquelas instaladas em São Paulo. "Esse é o patamar que vem sendo negociado em outras montadoras, como a Ford, em São Bernardo do Campo (SP), que semana passada fechou uma PLR de R$ 9 mil", compara o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba (SMC), Sérgio Butka.

Uma nova assembleia com os trabalhadores está marcada na segunda-feira para definir os rumos da greve.

A Renault fabrica 760 veículos (700 automóveis e 60 utilitários) por dia. Com a mobilização,1,52 mil unidades já deixaram de ser produzidas.

New Holland

Os 1,8 mil metalúrgicos da  New Holland reprovaram ontem, às 6h, proposta de R$ 3.800,00 mil de PLR, com adiantamento de R$ 1.900,00. Eles deram prazo de 48 horas para a indústria melhorar a proposta. Os metalúrgicos da empresa exigem no mínimo 80% do que for fechado nas montadoras instaladas no Paraná. Nova assembleia ocorre terça-feira, 18 de maio, às 6h45, também em porta de fábrica.

Bosch do Brasil

Na última quarta-feira, na unidade da Bosch localizada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), em protesto contra a falta de proposta de PLR, os 3,5 mil metalúrgicos realizaram paralisação de 2h em cada entrada de turno. Eles deram prazo legal de 48 horas para a empresa apresentar proposta. Novas assembleias ocorrem na segunda-feira, às 5h e às 14h, nas quais serão definidos os rumos de mobilização. A tendência de greve é grande.

Comentários

  • MOntagem CVP

    14 de maio de 2010

    Criaram um blog para as pessoas falarem sobre as propostas do PLR, mas eles só publicam mensagem favoraveis e de operadores que agridem sem conteúdo, se falar que a proposta é ruim em relação a outros estados nem aparece o comentário, mais uma ferramenta da empresa para esconder as informações...

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria