Acesse aqui o Portal do SMC

Notícias

Imagem

Metalúrgicos da Volvo entram em greve por PLR

       Os metalúrgicos  da Volvo, localizada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), decidiram hoje em assembleia, às 7H, entrar em greve por tempo indeterminado. Eles rejeitaram a proposta de Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) feita pela empresa que estipulava um valor mínimo garantido de R$ 8 mil, com pagamento da 1º parcela no valor de R$ 4,5 mil em 28 de maio, mais acréscimo de 1.7% caso 100% das metas sejam atingidas. A porcentagem desse acréscimo sobe para 2.5% para os funcionários especiais.
       Os 2,8 mil trabalhadores reivindicam uma PLR no valor mínimo de R$ 10 mil com o valor da 1º parcela igual a das outras montadoras. Nova assembleia acontece amanhã, às 7H, para definir os rumos da greve.

Renault e Bosch seguem paradas
 
         Os 5,2 mil trabalhadores da Renault, em São José dos Pinhais,  decidiram em assembléia hoje pela manhã continuar a greve iniciada na sexta feira passada (14). Como a empresa não apresentou nenhuma nova proposta de Participação nos Lucros e Resultados os metalúrgicos entram no quinto dia de greve reivindicando um valor de PLR de no mínimo R$ 9 mil. Considerando os terceirizados, mais de oito mil trabalhadores estão paralisados.
          Com a greve a Renault deixa de produzir 760 veículos por dia (700 automóveis e 60 utilitários). Amanhã, às 5h, acontece nova assembléia para definir o rumo da greve.
 
Bosch
           
          Metalúrgicos da Bosch, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), rejeitaram agora à tarde em assembleia a proposta da empresa para a PLR 2010. Dessa forma, a greve dos trabalhadores iniciada ontem continua. A proposta previa PLR 2010 com 1º parcela de  R$ 3,1 mil, pagos até 29/05, valor mínimo total de R$ 4 mil e R$ 5 mil em caso de superação de 100% das metas. Os boscheanos reivindicam uma PLR com valor no mínimo igual a 80% do que será pago nas montadoras.


Brafer em greve

            Os metalúrgicos da Brafer, em Araucária/PR, entraram hoje no segundo dia de greve. Eles rejeitaram a proposta de PLR de R$ 2 mil para 100% das metas, com antecipação de R$ 1 mil em julho. Em comparação à proposta reprovada ontem, o valor teve acréscimo de apenas R$ 100,00.
Com o resultado, um prazo de 2 horas foi dado para a Brafer melhorar a proposta. Porém, a diretoria da empresa optou pelo silêncio. Em contrapartida os trabalhadores voltaram para casa e retornarão somente amanhã (19) às 7 horas para nova assembléia do Sindicato. Em caso de ausência de proposta ou reprovação, a greve irá continuar por tempo indeterminado.
 
Volkswagem

          As assembléias dos metalúrgicos da Volkswagem, em São José dos Pinhais, foram transferidas para amanhã, às 5h, com os 1º e 3º turnos e às 14H, com o 2º turno.
          Os trabalhadores exigem que o pagamento da 1º parcela seja igual ou maior ao pago pelas montadoras de São Paulo, R$ 4,3 mil. A empresa não apresentou nenhuma proposta ainda, por isso a possibilidade de greve é grande. 
          A Volkswagem conta com cerca de 2.900 trabalhadores para uma produção diária de 800 veículos.
 
New Holland

          A assembleia dos metalúrgicos da New Holland também foi adiada por causa da chuva. Ela acontece amanhã, às 6H45. Os 1,8 mil metalúrgicos exigem de PLR no mínimo 80% do que for fechado nas montadoras instaladas no Paraná

Comente esta notícia

código captcha
Desenvolvido por Agência Confraria